Terça-feira, 25 de Março de 2008

Bolas

 

 

Bolas, bolas bolas e berlindes.....

O meu telemóvel apanhou uma virose e pum..... não liga.

Lá tive de o levar à loja onde o comprámos para arranjar. O que vale é que está dentro da garantia, porque foi comprado em Novembro (foi uma das prendas de aniversário) senão era um dinheirão e nem valia a pena arranjar. O que me vale é que tenho tudo guardado no cartão de memória. Tudo não, os números de telefone estão guardados na memória do telefone e vou ficar sem eles. Também quem me manda a mim não ter feito uma cópia de segurança???!!!

Aproveitei e fui buscar a máquina fotográfica que também tinha pifado por altura do Carnaval. Parti o Display (é assim que se escreve?!) e lá foi o dinheirinho que tinha guardado para o arranjo. Tinha-me sido oferecida pelo Padrinho no Natal, ainda estava na garantia, mas como estava a tal coisa partida e não era avaria tive de pagar. Fiquei furiosa.

 

Lembram-se de ter dito que já tinha feito os trabalhos de Matemática? Pois, enganei-me. Ainda me faltavam 60 expressões numéricas. Já fiz 30 e as restantes vou deixar para depois.

 

 

 

Fui almoçar com o pai. Há muito que não ia. Fartei-me de rir com ele. Agora também tem Net, mas não percebe nada daquilo. Estive a dar-lhe umas pequenas explicações, mas não sei se resultaram... Ele baralha tudo. Diz que percebo muito disto, mas não percebo.... ele é que não percebe nada, mas mesmo nada. Mostrei-lhe o meu blogue, porque nunca mais o tinha visto e achou que estava giro. Gostou dos bonequinhos que tenho posto, mas não gostou das imagens do Harry Potter.... Paciência.

Bolas, bolas e agora?  O que faço sem telemóvel?

 

Quinta-feira, 3 de Janeiro de 2008

O último dia e o regresso

 

 

É bom estar de novo com os amigos da escola. Foi bom pôr as novidades em dia com as amigas de quem já tinha saudades. Nas férias trocámos muitas mensagens e falámos no msn , mas nunca é o suficiente.

Mas, levantar cedo com este frio custa muito e estar 90 minutos enfiada numa sala de aulas ainda custa mais.

A conversa dos professores é sempre a mesma: Meninos, não estamos aqui para brincar, as férias acabaram. Agora é tempo de trabalhar e trabalhar a sério. O segundo período é muito importante e este ano é muito curto... depois não se venham lamentar.

Já não me basta o discurso cá em casa,  que é igualzinho.

A professora de Matemática é muito espertinha... passei parte das férias a fazer exercícios que ela mandou e, afinal, nada de os ver nem de os corrigir. Brrrr . Se soubesse....

O que vale é que amanhã já é sexta-feira e depois mais 2 dias para.... não ir à escola.

Eu sei que a escola faz falta, claro. Também sei que devemos saber mais coisas e que se não estudarmos não seremos «ninguém na vida» (esta é a conversa da Estupefacta cá de casa, conhecem-na?), mas as coisas boas sabem tão bem!

 

00080q92

 

Ontem almocei com o pai, foi bom. A picanha estava muito boa e, finalmente, tivemos uma conversa a sério.

Eu já sou crescidinha e já entendo as coisas muito bem. Posso dizer umas parvoíces e gostar de brincar com bonecas, mas não sou o bebé que ele pensa.

Consegui explicar-lhe o que sentia e porque é que não ia passar os fins de semana com ele. Consegui dizer-lhe coisas que nunca imaginei, mas disse-lhe e fiquei aliviada.

Gosto muito do pai, como devem calcular, mas havia coisas que tinha de lhe dizer.

Agora toca de ir estudar mais um pouquinho, beijinhos!*****

 

 

Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007

Estou a crescer

 

 

E já entendo muitas coisas, que não entendia quando era mais pequenina e sei que vou ter um Natal cheio de amor, de carinho e com muitas prendas.

Mas o que eu mais desejava era que tu, pai,   passasses o Natal comigo... mas não pode ser, não queres, não quiseste.

Muitas vezes pedi a Jesus que este Natal fosse diferente, mas não vai ser, porque não te tenho ao pé de mim.

A escolha foi tua, mas tenho muita pena.

Sabes, muitas vezes culpei a outra pessoa, mas agora sei que não tem culpa.

Tal como me dizes sempre, «as pessoas só são e só fazem o que deixamos ser e fazer». Agora eu entendo isto.

Gosto de ti muito, mas não compreendes  o que sinto.

 

Desejo-te um Feliz Natal...

 

 

 

 

 

 

tags: , , , ,
Sexta-feira, 29 de Junho de 2007

Hoje é a vez do Pai

Estou sempre a falar da mãe, nunca falei do pai.

Ele este longe de nós, não viu o meu crescimento de perto, mas eu nunca deixei de gostar dele.

Agora ele vive de novo cá em casa.

Ao princípio foi difícil habituar-me, pois era mais um a mandar e eu estava muito habituada à mãe, a ter toda a atenção, a ter a mãe só para mim. O pai foi embora quando eu era muito pequenina e a mãe ficou muito triste.

Tive alturas que pensei que o pai era mau, que não gostava de mim e da mãe.

Mas ele voltou e agora já estou habituada, já gosto de o ter cá em casa.

Quando foi à festa de final de ano lá na minha escola, senti muito orgulho. Os meus amigos viram que eu também tenho um PAI. Sinto-me mais segura, ele defende-me.

Gosto muito de ti paizinho. É assim que o chamo (foi como a mãe ensinou), nunca o chamei papá (não gosto).

O meu pai é muito bonito e eu sou parecida com ele.

A mãe diz que todas as meninas são mais parecidas com os pais.

É bom ter o pai cá em casa. Eu queria que ele soubesse isto. Gosto muito de ti também, paizinho.

 

 

 

 

Hoje estou assim: Amor pelo Pai
tags: , , , ,
LilypieNext Birthday Ticker

adopt your own virtual pet!

Eu sou assim, mas...

. 140 seguidores

Estive a pensar

Bolas

O último dia e o regresso

Estou a crescer

Hoje é a vez do Pai

Baú das Bonecas

links

blogs SAPO
RSS