Sexta-feira, 18 de Abril de 2008

Não me apetece

 

 

 


 

 

Não me apetece escrever aqui nem em nenhum lado.

Os «ares» cá por casa andam como o tempo, muito chuvosos. A Mãe passa o tempo a chorar e sem paciência. O Sol parece que não entra pelas janelas e o sorriso e as gargalhadas que costumamos dar estão um bocadinho murchas.

O meu avô está de novo doente e esse é o motivo da grande tristeza da mãe. Digo-lhe que as coisas vão ficar melhores, ela sorri... mas não me convence.

 

Espero que esta trovoada passe depressa e que o Verão chegue rápido.

 

 

Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007

Estou a crescer

 

 

E já entendo muitas coisas, que não entendia quando era mais pequenina e sei que vou ter um Natal cheio de amor, de carinho e com muitas prendas.

Mas o que eu mais desejava era que tu, pai,   passasses o Natal comigo... mas não pode ser, não queres, não quiseste.

Muitas vezes pedi a Jesus que este Natal fosse diferente, mas não vai ser, porque não te tenho ao pé de mim.

A escolha foi tua, mas tenho muita pena.

Sabes, muitas vezes culpei a outra pessoa, mas agora sei que não tem culpa.

Tal como me dizes sempre, «as pessoas só são e só fazem o que deixamos ser e fazer». Agora eu entendo isto.

Gosto de ti muito, mas não compreendes  o que sinto.

 

Desejo-te um Feliz Natal...

 

 

 

 

 

 

tags: , , , ,
Quinta-feira, 15 de Novembro de 2007

Se isto se diz...

 

 

 

A uma filha e, depois, ainda diz que não tem stress.

 

Vinha toda contente da escola (hoje já fui porque me sentia melhor e já estava com saudades das minhas amigas), e comecei a mostrar à mãe as músicas que me tinham passado para o telemóvel.

 

- Desculpa Maria, mas não estou com paciência.

 

- Mas, ouve lá só esta....

 

- Não,  já disse. Não estou com paciência.

 

- Então, o que te apetece?

 

- Apertar-te o pescoço.

 

Acham que isto se diz? . Coitadinho do meu pescoço.

 

Deve ser das obras cá em casa. Só pode!

 

Eu que ontem até lhe fiz o jantarinho: arroz de salsichas. Era o que sabia fazer e até estava bom. Pus a mesa, tirei a loiça da máquina e coloquei outra.... Até sou boa filha .

 

Hoje dá-me esta resposta.

 

- Vai fazer o teste novamente, se faz favor!

 

- Não!

 

Nem insisto. É o melhor, até a trovoada passar.

 

 

Vou oferecer-lhe uma coisa destas:

 

 

 

Assim, já não tenho de fazer um seguro para o meu pescocinho!

 

 

Hoje estou assim: nem vou dizer
Gosto de ouvir: é melhor não
Terça-feira, 26 de Junho de 2007

Vou conseguir

A mãe que se prepare porque as risadas à minha custa vão acabar e a clientela também.

Não respondi aos comentários que me fizeram de propósito. Assim pensam que não dei importância..

Mas dei e muita até.

Agradeço às minhas amigas Ritynhaa e Gel e à mais amiga da mãe As Palavras nunca te direi , que me deram informações importantes.

Já percebi como isto funciona: visito muitos blogues, deixo comentários simpáticos, digo que sou a Estupefacta filha (que nome a mãe arranjou, brrr !) e, assim, vêm mais ao meu blogue.

Vamos ver quem vai ganhar! É uma boa ideia, não acham? Obrigada amigas, eh eh.

 

 

 

 

NEM DESCONFIA!!!

 

Hoje estou assim: Inteligente
Gosto de ouvir: E tudo começou no A (pensa a mãe que ainda estou ai)
LilypieNext Birthday Ticker

adopt your own virtual pet!

Eu sou assim, mas...

. 140 seguidores

Estive a pensar

Não me apetece

Estou a crescer

Se isto se diz...

Vou conseguir

Baú das Bonecas

links

blogs SAPO
RSS